Papa nomeia brasileiros como membros do Dicastério para o Culto Divino 

Fotos: Arquivo pessoal

O Papa Francisco nomeou, no dia 1º, novos membros para o Dicastério para o Culto Divino e a Disciplina dos Sacramentos. Entre os escolhidos estão quatro bispos brasileiros (apresentados na seguinte ordem na imagem acima): o Cardeal Orani João Tempesta, Arcebispo do Rio de Janeiro; Dom Ilson de Jesus Montanari, Secretário da Congregação para os Bispos, no Vaticano; Dom Jaime Spengler, Arcebispo de Porto Alegre (RS); e Dom Edmar Peron, Bispo de Paranaguá (PR) e Presidente da Comissão Episcopal Pastoral para a Liturgia da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB). 

Com a promulgação da nova constituição apostólica sobre a Cúria Romana Praedicate Evangelium, que entrou em vigor no domingo, 5, a até então Congregação para o Culto Divino e a Disciplina dos Sacramentos passou a se chamar Dicastério para o Culto Divino e a Disciplina dos Sacramentos. 

Segundo esse documento, é dever do Dicastério providenciar a redação ou revisão e atualização das edições típicas dos livros litúrgicos, confirmar as traduções dos livros litúrgicos nas línguas atuais e dar o reconhecimento de suas adequadas adaptações às culturas locais, entre outras atribuições. 

Além disso, o Dicastério auxilia os bispos diocesanos e as conferências episcopais a promover, com meios eficazes e adequados, a ação pastoral litúrgica, “em particular no que diz respeito à celebração da Eucaristia e dos demais sacramentos e atos litúrgicos, para que os fiéis participem cada vez mais dela ativamente”. 

Como membros desse Dicastério, os bispos nomeados são convocados para as assembleias ordinárias e, quando necessário, para eventos extraordinários. 

Deixe um comentário