Solidariedade do Papa à Índia: em dias de imensa dor, o consolo na fé inabalável em Cristo

Nesta quinta-feira, 6, a Índia bateu novo recorde mundial de casos diários da Covid-19 (412 mil) e também o maior número de mortes do país (3.980). O sistema sanitário já está em colapso com a falta de leitos, remédios e oxigênios. Solidário ao sofrimento do povo, o Papa Francisco enviou uma mensagem nesta quinta-feira (6) para que todos sejam “consolados na esperança que nasceu na Páscoa e na fé inabalável na promessa de Cristo de ressurreição e vida nova”.

Vatican Media

O Papa Francisco, sempre próximo em oração e doação sobretudo aos países em desenvolvimento que mais têm sofrido com as consequências da pandemia de Covid-19, enviou uma mensagem de solidariedade nesta quinta-feira (6) à Índia. A mensagem, em inglês, foi dirigida ao cardeal Oswald Gracias, arcebispo de Mumbai e presidente da Conferência Episcopal do país.

A proximidade espiritual do Papa ao povo da Índia

O Pontífice se mostra ciente da terrível condição que vive a população e, no texto, enaltece a intenção de escrever para transmitir “profunda solidariedade e proximidade espiritual a todo o povo da Índia”, assegurando orações para que Deus conceda “cura e consolação a todos afetados por esta grave pandemia”. Dessa forma, Francisco dirige seu pensamento “sobretudo a todos os doentes e suas famílias, para aqueles que cuidam deles e, em particular, para aqueles que estão de luto pela perda de seus entes queridos”.

A pandemia parece não dar trégua no país asiático, o segundo mais populoso do mundo, muito afetado pela variante indiana da Covid-19, considerada altamente contagiosa pelos especialistas e que tem se espalhado inclusive pelas áreas rurais. Nesta quinta-feira (6), segundo dados oficiais do governo, a Índia bateu novo recorde mundial de casos diários do vírus (412 mil) e também o maior número de mortes no país (3.980). Diversas cidades têm feito cremações em massa.

O pensamento aos profissionais de saúde

Na mensagem, o Papa compartilha o apreço pelo trabalho dos profissionais de saúde, demonstrando proximidade também aos “muitos médicos, enfermeiros, funcionários de hospitais, motoristas de ambulância e àqueles que trabalham incansavelmente para responder às necessidades imediatas dos seus irmãos e irmãs”, invocando a todos “os dons de perseverança, força e paz de Deus”.

Francisco agradece suporte da Igreja local

A emergência sanitária na Índia devido às consequências da pandemia “é terrível” – já testemunhava no início de maio o Pe. Paul Moonjely, diretor-executivo da Caritas do país. Ele descreveu o colapso no sistema que enfrenta falta de leitos, remédios e oxigênios: “as pessoas vão para os hospitais, mas os hospitais não têm leitos e pessoas estão morrendo. Nossos profissionais de saúde e voluntários estão trabalhando 24 horas por dia para manter esse ritmo de atendimento”. E é unido à comunidade católica na Índia que o Papa Francisco expressa gratidão pelas “obras de caridade e solidariedade fraterna realizadas a serviço de todos”, dirigindo um pensamento especial à “generosidade demonstrada por tantos jovens comprometidos”.

O Pontífice finaliza a mensagem abençoando todo o povo do país e confiando a Deus, na sua infinita misericórdia, os que perderam a vida – como muitos sacerdotes, religiosos e religiosas: “nestes dias de imensa dor, que todos sejamos consolados na esperança que nasceu na Páscoa e na nossa fé inabalável na promessa de Cristo de ressurreição e vida nova”.

(Com informações de Vatican News)

Comentários

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Compartilhe!

Últimas Notícias

Assine nossa Newsletter