Fake News: Luz solar não é capaz de destruir o novo coronavírus

Segundo uma pesquisa realizada nos Estados Unidos, o novo coronavírus morre rapidamente após exposição à luz solar. Entretanto, o estudo ainda não foi revisado por outros cientistas e nem publicada em revistas da área, como ocorre com todos as apurações do segmento.

POR QUE?

Em seu site, a Universidade de São Paulo (USP) vem esclarecendo informações relacionadas a COVID-19. Segundo uma publicação feita no dia 30 de abril, não existe comprovação científica da capacidade dos raios solares de eliminarem o novo coronavírus.

A informação reitera, ainda, que os raios UVC são eficientes em eliminar microrganismos como vírus e outros agentes infecciosos, uma vez que esses raios causam danos incorrigíveis no material genético dos organismos. Entretanto, os raios UVC não chegam a superfície da terra, o que torna pouco provável que sua luz seja capaz de destruir o SARS-CoV-2.

COMBATE ÀS NOTÍCIAS FALSAS

Para combater as Fake News sobre saúde, o Ministério está disponibilizando um número de WhatsApp para envio de mensagens da população. Vale destacar que o canal não será um SAC ou serviço para esclarecer dúvidas dos usuários, mas um espaço exclusivo para receber informações virais, que serão apuradas pelas áreas técnicas e respondidas oficialmente se são verdade ou mentira.

Qualquer cidadão poderá enviar gratuitamente mensagens com imagens ou textos que tenha recebido nas redes sociais para confirmar se a informação procede, antes de continuar compartilhando. O número é (61) 99289-4640.

(Com informações Universidade de São Paulo)

Notícias relacionadas

Comentários

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Compartilhe!

Últimas Notícias

Assine nossa Newsletter