Vacinação contra a COVID-19: Drive-thrus da capital fecham temporariamente

No sábado, 29, houve baixa procura para vacinação nesses locais; imunização segue normalmente nas demais unidades de saúde do município, assim como nos mega postos

Prefeitura de SP

A Prefeitura de São Paulo, por meio da Secretaria Municipal da Saúde, informou que a partir da segunda-feira, 31, os postos de drive-thru da cidade e farmácias que têm realizado a vacinação contra a Covid-19 serão fechados temporariamente.

No sábado, 29, a procura por esses postos foi considerada abaixo da média. Até domingo, 30, o município de São Paulo já aplicou 4.786.557 doses, sendo 3.243.587 com a primeira e 1.542.970 com a segunda dose.

As Unidades Básicas de Saúde (UBSs) que têm o sistema de drive-thru continuam aplicando normalmente as vacinas, assim como os Serviços de Assistência Especializada (SAE) e os centros-escolas. Aos sábados, os idosos podem procurar por uma das UBS/AMAs integradas para a imunização.

Com o encerramento temporário dos drive-thrus, as equipes de vacinação serão remanejadas para as unidades de imunização do município e vão reforçar o atendimento em toda a rede da Secretaria Municipal da Saúde. Os postos volantes em drogarias também serão desativados até a próxima abertura de faixa-etária.

Ritmo de vacinação

De acordo com levantamentos de veículos de imprensa junto às secretarias estaduais de Saúde, até às 20h do domingo, 30, um total de 45.233.638 pessoas já receberam a 1a dose da vacina contra a COVID-19, o que representa 21,36% da população brasileira.

Já a 2a dose foi aplicada em 22.063.266 pessoas (10,42% da população), num total de mais de 67.296.904 pessoas em todos os estados e no Distrito Federal.

A imunização em São Paulo           

Até às 20h do domingo, 30, um total de 11.383.841 pessoas já tinham recebido a 1a dose da vacina contra a COVID-19 no estado de São Paulo. Já a 2a dose foi aplicada em 5.657.485 milhões de pessoas no território paulista.

O estado de São Paulo começou no dia 21 a vacinar pessoas de 45 a 49 anos com comorbidades e aquelas com deficiência permanente que recebem o Benefício de Prestação Continuada (BPC). Na capital paulista, a vacinação desses dois grupos começou na quinta-feira, 20.

É necessário apresentar documento de identificação (preferencialmente CPF – Cadastro de Pessoa Física) e comprovante de condição de risco (exames, receitas, relatório ou prescrição médica), contendo a inscrição do médico no Conselho Regional de Medicina (CRM).

Já os beneficiários do BPC precisam ter em mãos o comprovante do recebimento do benefício, documento de identificação (preferencialmente CPF), comprovante da deficiência (laudo médico que indique a deficiência; cartão de gratuidade no transporte público indicando a deficiência; documentos comprobatórios de atendimento em centros de reabilitação ou unidades especializadas no atendimento de pessoas com deficiência e documento oficial de identidade com a indicação da deficiência).

LISTA DE COMORBIDADES
– Insuficiência cardíaca
– Cor-pulmonale e hipertensão pulmon
– Cardiopatia hipertensiva
– Síndrome coronariana
– Valvopatias
– Miocardiopatias e pericardiopatias
– Doença da aorta, dos grandes vasos e fístolas arteriovenosas
– Arritmias cardíacas
– Cardiopatias congênitas no adulto
– Próteses valvares e dispositivos cardíacos implantados
– Diabete mellitus
– Pneumopatias crônicas graves
– Hipertensão arterial resistente
– Hipertensão arterial estágio 3
– Hipertensão estágios 1 e 2 com lesão de órgãos alvos
– Doença cerebrovascular
– Doença renal crônica
– Imunossuprimidos
– Anemia falciforme
– Obesidade mórbida
 

Comentários

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Compartilhe!

Últimas Notícias

Assine nossa Newsletter