Onde estaremos e como seremos nos desdobramentos da COVID-19?

Como seremos depois da pandemia? Onde estaremos como referência temporal e espacial? Quais serão os desdobramentos da COVID-19? Como reagiremos no pós-coronavírus? Estamos, por ora, seguindo as orientações dos sanitaristas e epidemiologistas. A Medicina vem respondendo ao momento atual. Estamos entrando numa nova época da História? Como seremos e como estaremos nos desdobramentos do vírus, no tempo e no espaço, certamente, serão os historiadores a nos ajudar a entender o homem e a mulher desse período, quiçá de um novo período da História da humanidade.

Os historiadores afirmam que vivemos no Período Contemporâneo. O fato histórico que marcou a mudança do Período Moderno para o Período Contemporâneo foi a Revolução Francesa, ocorrida no fim do século XVIII. Fatos e acontecimentos ocorreram depois da Revolução Francesa, mas não houve mudanças nos períodos determinados pela História. Da Revolução Francesa, em 1789, à COVID-19, passaram-se exatos 230 anos. Estamos visualizando um novo olhar para a humanidade? Estamos projetando um novo cenário mundial ou um novo período da História?

Onde estaremos e como seremos nos desdobramentos da COVID-19?
Arte: Sergio Ricciuto Conte

Podemos dizer que guerras, revoluções e pandemias podem alterar o itinerário da História ou mesmo começar um novo período? Tivemos muitas guerras e até duas grandes guerras mundiais. A humanidade presenciou a Primeira Guerra Mundial, entre 1914 e 1918, e a Segunda Guerra Mundial, cuja duração foi de 1936 a 1945. Foram desastrosas, com milhões de vidas ceifadas e perdas avassaladoras na economia planetária. As duas guerras mundiais e as demais estão inseridas no Período Contemporâneo.

Depois da Revolução Francesa, em 1789, as fontes nos mostram, pelos livros nas bibliotecas espalhadas pelo mundo, nos museus e arquivos, que tivemos outras tantas revoluções, mas elas não mudaram a periodização da História. Todas as revoluções, nacionais e internacionais, fazem parte da contemporaneidade.

Será a pandemia de COVID-19 a mudar o curso da História, fazendo a humanidade entrar em outro período? Nem mesmo a pandemia, chamada Gripe Espanhola, em 1918, mudou o curso dos povos. A Primeira Guerra Mundial dizimou milhões de pessoas, pelas armas e devido à insanidade dos governos beligerantes. Com o fim da guerra, em 1918, vimos o escopo danoso e avassalador dessa terrível enfermidade pandêmica.

A Medicina está respondendo à pandemia. Nos laboratórios, homens e mulheres buscam respostas assertivas para encontrar uma vacina eficaz. Os cientistas lutam contra o tempo para livrar a humanidade do contágio, da enfermidade e da morte pelo pânico, horror e destruição da COVID-19.

A História procura entender o flagelo pelo qual a humanidade está passando. O momento é crítico e devastador. O inimigo invisível ceifa a vida de homens e mulheres e aniquila a economia mundial. Os historiadores buscam compreender a sociedade contemporânea, para situá-la no tempo e no espaço, respondendo a uma nova época ou a uma nova periodização.

A humanidade passa por guerras, revoluções e pandemias. Infelizmente, elas são produzidas por nós, direta ou indiretamente. Se estamos vivos, no hoje da História, por que não agirmos juntos para o melhor da sociedade? Sejamos, portanto, portadores de um novo tempo, para uma nova humanidade, com humanização e respeito mútuos.

Colunas Relacionadas

Onde estaremos e como seremos nos desdobramentos da COVID-19?

Comentários

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Compartilhe!

Últimas Colunas

Assine nossa Newsletter