ACN irá enviar 500 mil Euros em ajuda de emergência ao Haiti

País foi afetado por terremoto no fim de semana. A menos 1,3 mil pessoas morreram

foto: ACN

A Fundação Pontíficia Ajuda à Igreja que Sofre (ACN) expressou sua solidariedade em oração ao Haiti e aprovou imediatamente um pacote de ajuda emergencial para o povo haitiano, após o devastador terremoto de magnitude 7,2 que atingiu a cidade de Les Cayes no sábado, 14.

Até a manhã da segunda-feira, 16, um total de mais de 1,3 mil pessoas perderam suas vidas e pelo menos 5,7 mil ficaram feridas, de acordo com informações prévias da agência de proteção civil haitiana.

“Depois de todos os conflitos políticos que o país vem sofrendo desde 2019 e apenas um mês após o assassinato do Presidente da República, Jovenel Moïse, no início de julho, em meio à onda de violência e sequestros que assola o país e ainda por cima das notícias que nos chegam de secas e falta de água que já colocaram a população rural em uma pobreza ainda mais profunda – além de tudo isso –, o terremoto de sábado submeteu milhares de famílias uma situação pior do que todas as outras. As pessoas estão em choque total”, comentou o presidente executivo da Fundação Pontifícia ACN, Thomas Heine-Geldern. 

A ACN está em contato com a Igreja local nas dioceses mais gravemente afetadas, a fim de avaliar onde reside a maior necessidade imediata. Mais detalhes serão decididos nos próximos dias.

“O terremoto, cujo epicentro foi a cerca de 160 km da capital, afetou principalmente o sul do país, especialmente as dioceses de Les Cayes, Anse-á-Veau e Jeremie. O terremoto interrompeu a única via de acesso a Jeremie, de modo que temos menos informações sobre esta parte da ilha. Mas sabemos que também foi gravemente afetado”, disse Heine-Geldern.

“Ao mesmo tempo, estamos aliviados em poder informar que nossos parceiros do projeto negaram certos rumores, como o que foi divulgado em alguns meios de comunicação de que o bispo de Les Cayes, o Cardeal Chibly Langlois foi gravemente ferido e enterrado sob os escombros. A casa do bispo em Les Cayes foi totalmente destruída, mas o próprio Cardeal conseguiu escapar a tempo”, afirmou Heine-Geldern.

“Temos consciência do grande esforço da Igreja para oferecer sinais de esperança às pessoas em sua situação desesperadora, depois de tantos desastres naturais e em meio à violência e à extrema pobreza. Portanto, neste momento difícil, não podemos abandonar esta Igreja, que luta para apoiar o seu povo. Além disso, estamos consternados com a notícia do furacão que se aproxima da costa. Pedimos a todos que orem pelo país, orem por todos aqueles que perderam seus entes queridos, aqueles que foram feridos e aqueles que perderam tudo. Que Nossa Senhora do Perpétuo Socorro, Padroeira e Protetora do Haiti, traga-lhes todo o apoio e consolo”, conclamou o presidente executivo da ACN.

Sobre a ACN

A Fundação Pontíficia Ajuda à Igreja que Sofre (ACN) auxilia a Igreja por meio de informações, orações e projetos de ajuda a pessoas ou grupos que sofrem perseguição e opressão religiosa e social ou que estejam em necessidade.

Fonte: Assessoria de imprensa da ACN

Comentários

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Compartilhe!

Últimas Notícias

Assine nossa Newsletter