Bispos da Guatemala pedem diálogo e calma em protestos no país

Manifestações são motivadas pela forma controversa pela qual o orçamento público para 2021 foi aprovado

Foto: Conferência Episcopal da Guatemala

Desde sábado, 21, a Guatemala vive uma série de protestos da população contra o orçamento aprovado pelo Congresso do país e pela renúncia do atual presidente, Alejandro Giammattei.

Apesar de o Congresso ter suspendido o orçamento, que diminui o orçamento das áreas da saúde e da educação, manifestantes atearam fogo em uma parte da sede do Congresso.

O Primaz do país, Dom Gonzalo de Villa y Vásquez, Arcebispo de Santiago de Guatemala, convidou os manifestantes a permanecerem calmos e pediu por um diálogo aberto para resolver os conflitos.

Na segunda-feira, 23, o Congresso anunciou de manhã que revisaria o orçamento controverso para o ano de 2021. Entretanto, os protestos continuaram.

A Conferência Episcopal da Guatemala divulgou uma declaração em que os bispos afirmam que “a forma pela qual o orçamento foi aprovado afrontou diferentes setores do país sobre a opaca e certamente túrbida abordagem para obter a necessária maioria”.

De acordo com a impressa local, o orçamento foi aprovado às 5h da madrugada, em 18 de novembro, sem que todos os congressistas tivessem acesso completo a ele.

Depois de manifestações da população, da Igreja e de muitas organizações, o governo aceitou “dialogar” com os vários setores sociais da população.

(Com informações de Agência Fides e Brasil de Fato)

Notícias relacionadas

Comentários

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Compartilhe!

Últimas Notícias

Assine nossa Newsletter