Confira nossa versão impressa

Cardeal Scherer: ‘Nós seguimos Jesus Cristo, não um governante’

Cardeal Scherer: ‘Nós seguimos Jesus Cristo, não um governante’

Durante o programa “Diálogos de Fé”, do domingo, 8, transmitido pela rádio 9 de Julho e pelo Facebook, o Cardeal Odilo Pedro Scherer, Arcebispo de São Paulo, alertou novamente para o perigo de os católicos se deixarem levar por ideologias que geram divisões internas na Igreja. 

Respondendo à pergunta de um internauta sobre as discussões e ataques entre católicos nas redes sociais, muitas vezes, chegando até a questionar os ensinamentos de bispos, inclusive do próprio Papa, Dom Odilo enfatizou que essas posturas não nascem da fé, mas de partidos e ideologias que são tomadas por algumas pessoas como verdades absolutas. 

O Arcebispo ressaltou que há pessoas que “abraçam o partido mais do que a fé”, colocando suas ideias acima dos artigos da profissão de fé católica, para os quais “ser de direita ou de esquerda é mais importante do que crer em Deus Pai e, assim, nascem as divisões”. 

O Cardeal Scherer acrescentou que, na sociedade, existe espaço para muitos posicionamentos políticos e ideológicos, no entanto, isso não pode dividir as pessoas entre si, de modo que quem pensa diferente deve ser condenado ou rotulado negativamente. “É uma pena que isso esteja entrando no meio do povo católico, uma grande pena se deixar dividir por causa das ideologias”, completou. 

Liberdade e respeito 

“Nós seguimos Jesus Cristo, não seguimos um governante”, afirmou o Arcebispo, reconhecendo que os políticos e gestores públicos são passíveis de críticas, divergências de opiniões e correções, contudo, não devem ser parâmetros para orientar a vida dos cristãos. 

“Essa é a questão fundamental para que nós não comecemos a nos digladiar e acusar uns aos outros dentro da própria Igreja”, reforçou Dom Odilo, reiterando que, na comunidade eclesial, existe liberdade para posicionamentos políticos diferentes que devem ser respeitados, contanto que não sejam contrários à fé e à moral católicas. 

Sobre esse aspecto, Dom Odilo recordou uma frase popular atribuída a Santo Agostinho, que diz: 

“Nas coisas essenciais, unidade, nas não essenciais, liberdade, em todas, a caridade”. “O essencial para nós é o ‘Creio em Deus Pai’, é o Catecismo, é a Palavra de Deus… Isso é o essencial e devemos ter unidade”, disse o Cardeal. 

Por fim, o Arcebispo afirmou que tais divisões tendem a se acirrar quando as pessoas se esquecem de que, enquanto Igreja, estão unidas por vínculos mais profundos os quais devem ser cada vez mais cultivados e valorizados.  

Ao longo da transmissão, Dom Odilo também respondeu aos internautas sobre temas como Liturgia, Matrimônio e Família. A íntegra do programa pode ser acessada aqui.

Notícias relacionadas

Comentários

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Compartilhe!

Últimas Notícias

Dom Luiz inaugura capela da medalha milagrosa na Paróquia São Felipe Néri

Também se comemorou o centenário do fundador da Congregação e da Paróquia, o Padre Aldo Giuseppe Maschi (1920-1999) Na sexta-feira, 27 de novembro, Dom Luiz...

Pastoral do menor da Região Sé promove encontro on-line

O missionário José Cícero conduziu o momento de espiritualidade A Pastoral do Menor da Região Episcopal Sé realizou um encontro on-line em 26 de novembro,...

Em busca da unidade: bispos terão manual da Santa Sé sobre ecumenismo

Nesta sexta-feira, 4, na Sala de Imprensa da Santa Sé, no Vaticano, será apresentado o documento intitulado “O bispo e a unidade dos cristãos:...

Carreata marca os 50 anos da Paróquia Nossa Senhora de Casaluce

A comunidade instalada no bairro do Brás a mais de um século, foi elevada paróquia no dia 19 de outubro de 1970 No sábado, 28...

Rede Mundial de Oração do Papa torna-se Fundação Vaticana

A Sala de Imprensa da Santa Sé divulgou nesta quinta-feira, 3, um comunicado informando que, por decisão do Papa Francisco, a Obra Pontifícia “Rede...

Newsletter