Confira nossa versão impressa

‘A esperança da salvação se realiza plenamente na assunção de Maria ao céu’

‘A esperança da salvação se realiza plenamente na assunção de Maria ao céu’
Cardeal Odilo Scherer incensa imagem de Nossa Senhora da Assunção, na Catedral da Sé (Foto: Luciney Martins)

O Cardeal Odilo Pedro Scherer, Arcebispo de São Paulo, presidiu a missa da solenidade da padroeira da Catedral Metropolitana Nossa Senhora da Assunção (Sé), neste domingo, 16.

Na homilia, Dom Odilo recordou que essa solenidade foi oficialmente instituída em 1950, pelo Papa Pio XII ao proclamar a Assunção da Virgem Maria aos céus como dogma de fé.

“Desde o início do cristianismo, foram muitos os sinais da fé de que Maria, a Mãe de Jesus, ao morrer para este mundo, foi elevada em corpo e alma ao céu para estar junto de seu Filho na glória celeste. Maria é glorificada no céu em corpo e alma e, portanto, a partir desta fé firme e estável da Igreja ao longo dos séculos, o Papa Pio XII, após fazer uma consulta ampla aos bispos do mundo inteiro, proclamou como verdade de fé a ser professada firmemente por todos”, explicou o Arcebispo.

LEIA TAMBÉM:
A história do dogma da Assunção

PROMESSA DE DEUS

O Cardeal destacou, ainda, que, em Nossa Senhora, antecipou-se aquilo que para todos ainda é promessa e esperança, isto é, a ressurreição final, a participação na vida com Jesus ressuscitado.  “A esperança da salvação se realiza plenamente na assunção de Maria ao céu”, afirmou.

‘A esperança da salvação se realiza plenamente na assunção de Maria ao céu’
Fiéis participam da Solenidade da Assunção de Nossa Senhora na Catedral da Sé
(Foto: Luciney Martins)

“O que Deus já realizou em Jesus e em Maria realizará por todos aqueles que nesta vida o acolhem e aceitam a sua salvação”, enfatizou o Arcebispo, acrescentando que esse mistério da fé é ainda mais importante na atual crise pela qual passa a humanidade, que põe sérias questões sobre o sentido da vida e da existência humana diante das doenças, sofrimentos e da própria morte.

“Todos nós estamos sujeitos a essas fragilidades de um mundo que se decompõe, que não tem em si a sua última razão de ser”, afirmou o Arcebispo, chamando a atenção para o fato de o homem neste mundo ser sempre “um projeto inacabado” que clama por alcançar a sua perfeição. “Deus não quer nos deixar inacabados, um sonho não realizado, uma promessa frustrada. Não! Em Maria, temos o sinal seguro de que a promessa de Deus é verdadeira. Por isso, a Igreja olha para ela com grande confiança”, completou, reforçando que o dogma da Assunção de Nossa Senhora não é apenas uma convicção particular, mas  fé de toda a Igreja, inspirada por Deus.

“Em Maria, nós temos a imagem daquilo que um dia nós seremos se vivermos como ela viveu”, concluiu o Cardeal.

Notícias relacionadas

Comentários

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Compartilhe!

Últimas Notícias

Seminário Redemptoris Mater São Paulo Apóstolo comemora dez anos de origem

Na última quarta-feira, 16, o Cardeal Odilo Pedro Scherer, Arcebispo de São Paulo presidiu a missa pelos...

Cresce entre os católicos a prática da Leitura Orante da Bíblia

Nos últimos anos, muitos têm redescoberto uma das práticas mais antigas do Cristianismo, a Lectio Divina, método pelo qual a pessoa vive...

Estação de trem em São Paulo recebe lixo eletrônico

Projeto visa conscientizar sobre descarte correto. Os equipamentos recolhidos serão reciclados e depois serão doados para alunos de escolas públicas

Rede Eclesial Pan-Amazônica tem novo Secretário Executivo

Anúncio foi feito durante coletiva de imprensa on-line, realizada na segunda-feira, 14, em celebração pelos seis anos de criação da entidade

Semana Nacional de Trânsito foca a preservação de vidas

A meta é conscientizar a população sobre a importância da mudança de atitude, ressaltando que cada um é responsável pela segurança de...

Newsletter