120ª Romaria Arquidiocesana a Aparecida acontecerá em 2 de maio

A missa, presidida pelo Cardeal Scherer, Arcebispo Metropolitano, será às 12h, com transmissão pela TV Aparecida, rádio 9 de Julho (AM1600 kHz) e redes sociais da Arquidiocese

Luciney Martins/O SÃO PAULO

Todos os anos, no 1º domingo de Maio, a Arquidiocese de São Paulo realiza a sua peregrinação ao Santuário Nacional de Nossa Senhora Aparecida, com o intuito de agradecer a proteção da Virgem Mãe e colocar em seu coração os pedidos, os anseios e necessidades das famílias, comunidades e paróquias da Arquidiocese e da cidade de São Paulo.

Neste ano, a peregrinação será no dia 2 de maio. Por causa da pandemia de COVID-19, mais uma vez, assim como foi em 2020, a romaria ao Santuário não poderá ser feita com a participação numerosa de fiéis, a fim de evitar aglomerações

Apenas o Cardeal Odilo Pedro Scherer, Arcebispo de São Paulo, os bispos auxiliares e uma pequena representação de padres, diáconos e leigos de cada região episcopal irão ao Santuário de Aparecida.

UNIDOS NA MESMA FÉ

Os fiéis paulistanos estarão unidos em comunhão e oração a esse momento de fé e devoção à Padroeira do Brasil, com a ajuda das mídias digitais e da televisão. A missa que será celebrada no dia 2, às 12h, será transmitida pela TV Aparecida, rádio 9 de Julho (AM
1600 kHz) e pelas redes sociais da Arquidiocese.

“Vamos rezar juntos, unidos na mesma fé e no mesmo amor a Cristo e a nossa Mãe Aparecida. Levaremos as intenções de todos ao altar do Santuário, especialmente das famílias e pessoas atingidas pelas doenças e enlutados, pelos pobres e todos os que sofrem com a atual crise da saúde no Brasil, especialmente em São Paulo”, disse Dom Odilo em carta dirigida a todo Arquidiocese.

UMA LONGA HISTÓRIA DE COMUNHÃO

Em 1717, quando foi encontrada a imagem da Padroeira do Brasil, todo o estado de São Paulo pertencia à então Diocese do Rio de Janeiro. Com a criação da Diocese de São Paulo, em 1745, que depois foi elevada a Arquidiocese, em 1908, Aparecida passou a fazer parte de seu território. Somente em 1958 foi criada, pelo Papa Pio XII, a Arquidiocese de Aparecida, tendo como primeiro Arcebispo o Cardeal Carlos Carmelo de Vasconcelos Motta, até então Arcebispo de São Paulo.

Dom Duarte Leopoldo e Silva, em 1908, obteve do Papa Pio X a concessão do título Basílica Menor para a primeira igreja construída em 1745 em Aparecida, popularmente conhecida como Basílica Velha. Na ocasião, Dom Duarte também celebrou a dedicação do templo.

Até a chegada dos primeiros missionários redentoristas, em 1894, o atendimento pastoral e espiritual da Basílica de Aparecida ficou aos cuidados do clero da Diocese de São Paulo.

Comentários

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Compartilhe!

Últimas Notícias

Assine nossa Newsletter