Mais de 525 mil pessoas ainda não tomaram a segunda dose das vacinas na capital

Completar o esquema vacinal é essencial para garantir proteção completa contra o coronavírus. População deve seguir usando máscaras, higienizando as mãos, além de evitar aglomerações

Prefeitura de SP

Na cidade de São Paulo, cerca de 525 mil pessoas perderam o prazo e ainda são aguardadas para receber a segunda dose dos imunizantes contra o coronavírus, segundo dados da Secretaria Municipal da Saúde (SMS).

“Estamos fazendo um esforço em todo final de semana na busca ativa para reduzir esse número. É muito importante que as pessoas completem a sua imunização”, destacou o secretário municipal da Saúde, Edson Aparecido.

O secretário também explicou qual o perfil das pessoas que estão deixando de tomar a segunda dose. “Num primeiro momento, foram os mais idosos, sobretudo aqueles acamados que ficaram doentes entre a primeira e a segunda dose. Como fizemos a busca ativa na casa dessas pessoas, conseguimos reduzir muito esse número”, disse. “Hoje, a maior parte dos faltosos são pessoas que trabalham e que deixam para tomar a segunda dose apenas nos finais de semana”, completou.

Completar o esquema vacinal é essencial para garantir proteção completa contra as formas graves da doença e das variantes do coronavírus. Perdeu o prazo e deseja tomar a vacina? A relação dos postos abertos pela Secretaria Municipal da Saúde (SMS) está disponível na página Vacina Sampa.

O site De Olho na Fila mostra em tempo real como está a movimentação de pessoas nos postos de vacinação, a fim de evitar longas filas de espera. A página também informa a disponibilidade dos imunizantes para a segunda dose em cada um dos postos.

Acesse a relação dos postos de vacinação da capital na página Vacina Sampa.

Recomendações sanitárias

Mesmo com o avanço da vacinação, a redução dos números de óbitos e da ocupação de leitos de UTI e de enfermaria em decorrência do coronavírus na cidade de São Paulo, a população deve seguir cumprindo as recomendações sanitárias como o uso de máscara, higienização das mãos e evitando aglomerações.

“O uso da máscara foi determinante na cidade nesse período de pandemia. Por isso que, inclusive, nós transformamos em lei o uso obrigatório da máscara. A cidade de São Paulo sempre foi mais restritiva do que outras cidades e o próprio estado nas medidas de retorno à normalidade da sociedade. A máscara é importantíssima para se conter a pandemia”, finalizou o secretário Edson Aparecido.

(Com informações de Prefeitura de SP)

Comentários

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Compartilhe!

Últimas Notícias

Assine nossa Newsletter