‘O Óbolo de São Pedro é um gesto de solidariedade com toda a Igreja missionária e com o Papa'

Afirmou o Cardeal Scherer em seu programa de rádio, convidando os fiéis à coleta que acontecerá no domingo, 3, em todas as paróquias no Brasil

dom odilo
Foto: Luciney Martins/O SÃO PAULO-Arquivo

Na Solenidade de São Pedro e São Paulo, a ser celebrada no Vaticano, na quarta-feira, 29, e pela Igreja no Brasil, no domingo, 3 de julho, os católicos rezam de modo especial pelo Papa e são chamados a colaborar com as iniciativas caritativas apoiadas pelo Pontífice.

A recordação foi feita pelo Cardeal Odilo Pedro Scherer, Arcebispo Metropolitano, no programa “Encontro com o Pastor”, da rádio 9 de Julho, da terça-feira, 28.

O PAPA E A UNIDADE DA IGREJA

Por ocasião da solenidade, o Arcebispo Metropolitano pediu aos fiéis que rezem pelo Papa Francisco e recordou-lhes o vínculo de todos os católicos com o Sumo Pontífice.

“Nós católicos, devemos respeito, obediência ao Papa, porque ele é o representante de Cristo na Igreja. Foi isso que Jesus quis ao entregar a Pedro os poderes para manter a Igreja unida na mesma fé, e para que a Igreja tenha alguém como autoridade para confirmar os cristãos na fé e na retidão de vida”, destacou Dom Odilo.

O Arcebispo observou, também, que o Pontífice representa a autoridade que Jesus deu a Pedro sobre a Igreja, razão pela qual o Papa sempre busca promover a unidade entre os cristãos.

SUPORTE À CARIDADE DO PAPA

Também Odilo recordou, ainda, que na solenidade desses apóstolos sempre se realiza a coleta do Óbolo de São Pedro em todas as missas, e cujo valor se destina para as ações caritativas apoiadas pelo Pontífice em todo o mundo.

“O Papa assiste a Igreja nos lugares onde ela necessita, sobretudo nos países mais pobres e também onde os católicos são poucos, as comunidades muito fracas. Nesses lugares, o Papa envia ajuda para as dioceses, as congregações religiosas e as obras da Igreja para que elas continuem. Portanto, a coleta do Óbolo de São Pedro é um gesto de solidariedade com toda a Igreja missionária e com o Papa”, disse, pedindo aos fiéis que sejam generosos com a coleta no próximo domingo, 3.

Por fim, Dom Odilo pediu a oração dos fiéis pelo grupo de padres da Arquidiocese de São Paulo que está em retiro, bem como orações e apoio aos doentes e às pessoas mais pobres que vivem nas periferias e nas ruas. Ele enalteceu os que se envolvem nas paróquias com as iniciativas de caridade social.

O ÓBOLO EM 2021

Conforme o balanço de 2021 do Óbolo de São Pedro, no ano passado o valor coletado foi de aproximadamente 47 milhões de Euros, mas o Pontífice enviou ajudas que somaram 65,3 milhões de Euros.

Compõem o total do que foi coletado em 2021 os diversos itens que alimentam o Óbolo, desde a coleta feita durante a Solenidade dos Santos Pedro e Paulo em todas as dioceses do mundo, até as ofertas recebidas por meio de transferências bancárias, doações, legados e heranças.

Em 2021, a maior parte das doações (65%) veio de dioceses e outros 10% mais ou menos de Fundações, assim como somas menores recebidas de doadores privados e institutos religiosos.

Geograficamente, os maiores contribuintes para o Óbolo 2021 foram os Estados Unidos (29,3%), Itália (11,3%), Alemanha (5,2%), Coreia (3,2%) e França (2,7%).

OUÇA A ÍNTEGRA DO ENCONTRO COM O PASTOR DE 28/06

Deixe um comentário