Paróquias de portas abertas para receber os fiéis e sair em missão

O melhor controle da pandemia de COVID-19 em razão da maior quantidade de pessoas vacinadas tem impulsionado que nas paróquias da Arquidiocese de São Paulo mais fiéis participem das missas e das atividades pastorais, caritativas e de evangelização.

“É tempo de retomar uma participação mais plena na vida da Igreja, por meio da frequentação da missa dominical, dos sacramentos e das iniciativas pastorais. Ainda temos muitas pessoas com medo de sair de casa. Elas precisam ser visitadas e ajudadas a dar os passos que já são possíveis”, exortou o Cardeal Odilo Pedro Scherer, Arcebispo Metropolitano, em recente artigo publicado no O SÃO PAULO.

Nesta edição, apresentamos como seis paróquias de diferentes regiões episcopais da Arquidiocese têm intensificado suas ações com a volta das atividades presenciais.

ACOLHIDA E AÇÃO MISSIONÁRIA

Padre Ricardo com catequizandos em missa na Paróquia São João Batista, na Região Ipiranga

“Cresce a cada domingo o número dos que vêm celebrar presencialmente”, assegura o Padre Ricardo Antonio Pinto, Pároco da Paróquia São João Batista, na Vila Guarani, Região Episcopal Ipiranga.

“Muitos estão vindo à Paróquia em busca de acolhida e equilíbrio diante dos impactos causados pela pandemia na vida pessoal, familiar e social. Estamos atentos aos que querem o ‘pão’ e a Palavra”, contou o Padre, recordando que na fase mais restritiva da pandemia foram mantidos os contatos remotos com as famílias e os idosos, as ações caritativas e houve a transmissão pela internet de celebrações, Catequese, encontros formativos e eventos.

“A reforma feita no interior da Igreja também trouxe maior conforto e segurança e está ajudando os paroquianos, pessoas que estão chegando, especialmente casais de noivos, a se sentirem acolhidos pela harmonia e beleza do ambiente”, disse.

Padre Ricardo afirma que tem destinado mais tempo para atendimentos presenciais de orientação espiritual e confissões, e há acompanhamento psicológico e terapia familiar por meio da Ação Social.

Há, ainda, o Projeto Solidário, voltado a pessoas em situação de vulnerabilidade social. “O projeto está atraindo vários colaboradores competentes e criativos em diversas áreas, inclusive com expressão ecumênica, e motivando os condomínios do bairro a realizarem campanhas de arrecadação de alimentos em favor das famílias auxiliadas”, disse o Padre.

A Paróquia já retomou todos os horários de missas aos fins de semana (uma delas é feita com linguagem específica para as crianças), bem como as atividades presenciais do Terço dos Homens, do grupo de oração e a adoração ao Santíssimo Sacramento. Também o Encontro de Casais com Cristo e a Pastoral Familiar têm promovido lives mensalmente. “As redes sociais alimentadas pela Pascom [Pastoral da Comunicação] estão dando uma grande contribuição nessa retomada”, afirmou. “Na linha da ‘Igreja em saída’, a Campanha da Mãe Peregrina de Schoenstatt está voltando às famílias com novo impulso evangelizador, e os ministros extraordinários da Eucaristia recomeçaram a visitar os enfermos e idosos”, detalhou.

A Pastoral Familiar formou um grupo voltado aos casais que chegam à Paróquia, a fim de prepará-los para os sacramentos da iniciação cristã e o Matrimônio. Uma das consequências tem sido o aumento do número de casamentos celebrados.

A Catequese de adultos ainda é realizada de modo remoto. Já a preparação para a primeira Comunhão intercala momentos presenciais e on-line, assim como os encontros do grupo de adolescentes JBteen. Para os que se preparam para a Crisma, os encontros ocorrem presencialmente. “A Pastoral do Batismo também se reinventou nos encontros de preparação presenciais, com metodologia audiovisual e no maior número de possibilidades de datas para as celebrações”, afirmou o Sacerdote.

RETOMADA DA DINÂMICA PASTORAL

Padre Jaime Izidoro visita a casa de uma fiel da Paróquia Santos Apóstolos na Região Brasilândia

Na Paróquia Santos Apóstolos, no Jardim Maracanã, Região Episcopal Brasilândia, dois horários de missas dominicais foram acrescidos aos já existentes, e houve a retomada de reuniões pastorais e formações presenciais, assim como das atividades do grupo de oração, das festas de padroeiros e da bênção com o Santíssimo. Além disso, permanecem as atividades caritativas, como a entrega de cestas básicas.

De acordo com os Padres Jaime Izidoro de Sena, Pároco, e Luiz Carlos Ferreira Tose Filho, Vigário Paroquial, uma das principais iniciativas nesta retomada tem sido a formação de novos agentes, como cerimoniários, acólitos e membros para a Pastoral da Acolhida.

As visitas às pessoas enfermas também voltaram a acontecer, bem como a reza do Terço dos Homens. “A partir deste grupo, surgiu a ideia de formar a Irmandade do Santíssimo, que realiza suas atividades sempre quando há a bênção do Santíssimo nos momentos de adoração”, comenta o Sacerdote, detalhando que os membros estão presentes também no dia de devoção ao Sagrado Coração de Jesus, na primeira sexta-feira de cada mês, e na festa dos padroeiros, sendo responsáveis por conduzir os andores nas procissões.

Também já foi retomado o curso de Batismo, a celebração de batizados e a Catequese infantil, incluindo a abertura para novas inscrições e a volta da turma que iniciou a formação em 2020 e teve de interrompê-la em razão da pandemia. Os encontros para novos crismandos e a Catequese de adultos já começaram.

“Percebo algumas pessoas novas na comunidade, mas ainda não vejo uma boa participação dos que eram mais presentes nas missas, assim como muitos agentes de pastoral que ainda não retornaram”, comentou o Pároco, na esperança do retorno de todos os paroquianos em breve.

VALORIZAÇÃO DA VIDA SACRAMENTAL E COMUNITÁRIA

Padre Ricardo Anacleto conduz atividade formativa na Paróquia Nossa Senhora dos Remédios na Região Sé

A Paróquia Nossa Senhora dos Remédios, na Aclimação, Região Episcopal Sé, se prepara para a abertura de seu jubileu de ouro, no dia 22, às 19h30, com missa presidida pelo Cardeal Scherer.

Com a intensificação das atividades presenciais, a Paróquia reduziu a quantidade de transmissões de missas on-line, mas não a quantidade de celebrações. Além disso, foram retomados os cursos de Batismo e de Matrimônio.

“Houve grande procura pelos sacra- mentos. Para tanto, oferecemos formações presenciais em preparação. Também retomamos a Catequese de jovens e de adultos. A Catequese está estruturada em pequenos grupos. As formações acontecem tanto durante a semana quanto nos fins de semana”, explicou o Padre Ricardo Cardoso Anacleto, Pároco.

Desde agosto, formações e encontros têm ocorrido de modo presencial. “Temos insistido com os paroquianos sobre a importância da vida sacramental e da relevância da participação na vida comunitária. Nosso plano de evangelização está amparado nas próximas atividades que decorrerão do jubileu de ouro de criação da paróquia, com compromisso de uma caminhada sinodal, de comunhão e de participação”, enfatizou.

Também tem havido campanhas solidárias, com a participação de paroquianos e até de pessoas afastadas da fé católica. “Temos atendido cerca de 350 famílias, os seminários de Filosofia e de Teologia com alimentos e a Missão Belém com roupas, alimentos e donativos semanalmente”, detalhou.

AMPLAS FRENTES DE EVANGELIZAÇÃO

Padre Erly Moscoso com crianças que receberam a 1a Comunhão na Paróquia Sagrada Família na Região Episcopal Santana

Na Paróquia Sagrada Família, no Jardim Antártica, Região Episcopal Santana, assim que as atividades presenciais foram retomadas, houve a preocupação de saber onde estavam os fiéis que não voltaram para as missas.

“Por meio das ligações e mensagens de WhatsApp, mantive contato com os paroquianos que se afastaram para saber como estavam se sentindo e, assim, motivá-los a regressarem às missas presenciais. Enviamos mensagens e orações aos grupos de WhatsApp para fortalecer a espiritualidade, com a ajuda da Pastoral da Comunicação”, recordou o Padre Erly Avelino Guillén Moscoso, Pároco.

Outra estratégia foi diminuir a quantidade de missas transmitidas on-line. “Isso fez com que as pessoas retornassem à participação presencial. Voltamos também com todas as missas nos horários habituais, tanto na matriz quanto nas comunidades”, afirmou.

Logo após a Semana Santa, os encontros presenciais da Catequese, Crisma, preparação para o Batismo, bem como as reuniões das pastorais, do Conselho Paroquial de Pastoral e a oração do Santo Terço voltaram a ocorrer presencialmente. O mesmo aconteceu com os encontros da Legião de Maria, do Apostolado da Oração e dos círculos bíblicos, além da adoração ao Santíssimo Sacramento, toda quinta-feira, às 9h e às 19h, e uma vez por semana nas comunidades.

“Retomamos também as visitas aos doentes, nos hospitais e casas, levando a Eucaristia àquelas pessoas que estão im- possibilitadas de vir à igreja”, recordou o Padre Erly. “Neste mês, retomaremos as visitas missionárias nas casas, todos os sábados, como já fazíamos antes da pandemia”, assegurou.

Ao longo da pandemia, formações on-line foram oferecidas aos catequistas, equipe missionária e líderes da Pastoral da Criança. Além disso, foram mantidos os atendimentos às famílias em situação de vulnerabilidade.

Em agosto, uma turma de catequizandos recebeu o sacramento da primeira Eucaristia e em outubro isso acontecerá com outra turma. Em maio, foi conferido o sacramento da Crisma aos que começaram a se preparar antes da pandemia. Novas turmas de Crisma e Catequese serão iniciadas ainda este ano e, segundo o Sacerdote, tem havido maior procura pelos sacramentos do Batismo e do Matrimônio.

LEGADOS DO QUE FOI APRENDIDO NA PANDEMIA


Na Paróquia Nossa Senhora de Fátima, na Região Episcopal Lapa, ações caritativas têm sido ampliadas, bem como as iniciativas de evangelização

Na Vila Leopoldina, na Paróquia Nossa Senhora de Fátima, Região Episcopal Lapa, há tempos é realizada a distribuição de cestas básicas, aos sábados, para famílias em situação de vulnerabilidade. Diante da pandemia, porém, os paroquianos perceberam que era preciso fazer mais e surgiram duas iniciativas: na Comunidade São Joaquim e Sant’Ana, a preparação e distribuição de refeições prontas aos sábados e domingos para as pessoas em situação de rua; e na matriz paroquial, outra equipe tem feito cerca de cem pratos de sopa às segundas-feiras, e os têm distribuído nas proximidades do Centro Estadual de Abastecimento (Ceasa), em algumas ruas da Lapa e embaixo do elevado Presidente João Goulart, popularmente conhecido como Minhocão.

Desde o mês passado, a única missa que havia sido retirada da programação durante a pandemia, a das 7h do domingo, voltou a ser celebrada, e semana a semana o Padre Tarcísio Justino Loro, Pároco, percebe que mais pessoas têm ido à igreja. “As pessoas expressam aquele sentimento de matar a saudade, mas mantendo todos os cuidados necessários”, comentou.

“Envolvemos mais pessoas para ajudar os fiéis a serem encaminhados até os bancos. Está bem organizado, especialmente com a participação da Pastoral da Família e do Encontro de Casais com Cristo (ECC)”, ressaltou o Sacerdote, que durante as missas, também transmitidas pela internet, tem incentivado que os paroquianos voltem a participar presencialmente.

A ampliação das transmissões on-line durante a pandemia impulsionou à criação de uma sala de comunicação que será inaugurada nas próximas semanas. “Terá o nome de ‘Evangelização e Oração’. Já está formado um grupo que vai rezar o Terço todos os dias às 8h, e outro grupo que vai rezar à noite. Será como um estúdio, com todos os equipamentos necessários, no qual pessoas da comunidade vão rezar o Terço e refletir sobre temas do Evangelho, e o conteúdo será transmitido on-line”, detalhou o Pároco.

Outras iniciativas pastorais voltaram a acontecer presencialmente, como é o caso da visita aos enfermos nas casas, a adoração ao Santíssimo na igreja matriz, com a participação dos agentes da Pastoral da Saúde, cursos de Batismo e de Matrimônio (também oferecidos on-line) e a celebração desses sacramentos.

Um grupo com 140 catequizandos que iniciou a preparação antes da pandemia já recebeu a primeira Comunhão, e o mesmo aconteceu com uma turma de cerca de cem crismandos. “Os encontros foram on-line e depois aqui na Paróquia se fez uma preparação mais rápida”, comentou o Sacerdote, recordando, ainda, que um grupo de 30 adultos recebeu o sacramento da Crisma após ter participado de encontros on-line.

ATENÇÃO À OFERTA DE SACRAMENTOS

Padre Fausto Marinho, Pároco, com os coroinhas da Paróquia São José, na Vila Zelina, Região Episcopal Belém

Na Paróquia São José, na Vila Zelina, Região Episcopal Belém, a volta das atividades presenciais tem impactado a oferta dos sacramentos. “Retornamos neste ano com a celebração do Matrimônio. Já houve cinco celebrações da primeira Eucaristia pendentes de 2020, com cerca de 80 crianças, faltando ainda um grupo de 25 crianças. Reiniciamos em agosto as catequeses presenciais de crianças, jovens e adultos”, afirma o Padre Fausto Marinho, Pároco, informando, ainda, que a formação dos catequistas, em âmbito setorial, será iniciada neste mês.

Também já houve a retomada presencial de encontros, reuniões e de todas as missas nos horários que ocorriam antes da pandemia, seguindo os protocolos de distanciamento e higienização. “Mantemos o contato por WhatsApp com os afastados das atividades, as visitas quando possível aos enfermos nas residências e hospitais dentro dos protocolos, além da celebração das exéquias nos velórios”, listou o Sacerdote.

Durante a pandemia, as doações de cestas básicas, roupas, calçados e itens de higiene foram mantidas, algo que agora continua. “Ocorreu a conscientização para a comunidade contribuir com as doações financeiras, dízimos e para a Ação Social: cestas básicas e outros itens para socorrer as famílias. Houve também doações para os equipamentos de transmissão”, recordou, destacando ainda que, com a ajuda da Pascom paroquial desde o começo da pandemia, as missas passaram a ser transmitidas pelas redes sociais, nas quais se divulgava o número do WhatsApp paroquial e do telefone fixo, para que os fiéis mantivessem contato com a Paróquia.

Comentários

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Compartilhe!

Últimas Notícias

Assine nossa Newsletter