Pastoral do Menor publica nota de repúdio por assassinato de adolescente

No texto, também assinado por Dom Luiz Carlos Dias, Bispo Auxiliar da Arquidiocese de São Paulo, são cobrados esclarecimentos sobre a morte de Juan Oliveira Ferreira, de 16 anos

A execução do adolescente Juan Oliveira Ferreira, de 16 anos, em 21 de maio, morador da  zona Leste da capital paulista, foi repudiada em recente uma nota da Pastoral do Menor da Arquidiocese de São Paulo.

“Choca ainda mais, o fato de ter sido executado em sua casa, por um policial, na frente de sua mãe e dos irmãos, e que o socorro não tenha sido prestado, mesmo tendo a mãe implorado pela vida de seu filho, o qual morreu em seus braços sem nenhum atendimento”, consta em um dos trechos da nota também assinada por Dom Luiz Carlos Dias, Bispo Auxiliar da Arquidiocese de São Paulo na Região Episcopal Belém.

A nota recebeu o apoio de juristas, vereadores, deputados estaduais e federais, instituições sociais que atuam na defesa da vida e da dignidade humana e organismos da Igreja Católica.

A Pastoral e o Bispo reafirmam o repúdio a toda forma de violência física, sexual, psicológica, econômica e social, “em particular contra os grupos mais desprovidos e vulneráveis como as crianças e os adolescentes, e principalmente quando causada por aqueles que deveriam assegurar a proteção de suas vidas”.

“Igualmente, repudiamos forças de repressão do Estado na sua versão punitiva que violam os direitos fundamentais, previstos na Constituição Federal de 1988. Infelizmente, nas periferias, onde as políticas públicas são insatisfatórias, verifica-se o excesso do uso da força de repressão e da violência letal”, continua o texto.

A Pastoral e Dom Luiz Carlos Dias asseguram que acompanharão todo o processo de apuração do fato até o fim e desejam que este “seja rapidamente elucidado e os culpados punidos com celeridade”. Também se solidarizam com as famílias que perderam seus entes queridos “ainda tão jovens vitimados por lamentáveis episódios de tamanha desumanidade. Que Deus lhes dê o consolo”.

CLIQUE E LEIA A ÍNTEGRA DA NOTA DE REPÚDIO

Notícias relacionadas

Comentários

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Compartilhe!

Últimas Notícias

Assine nossa Newsletter