Projeto ‘Pequenos Chef’s’ marca o retorno das atividades presenciais da Pastoral do Menor

60 crianças participaram das atividades na Catedral Metropolitana de São Paulo,

Particopantes nas escadarias da Catedral da Sé (fotos: Luciney Martins/O SÃO PAULO)

A Catedral da Sé acolheu na quinta-feira, 14, mais uma edição do projeto “Pequenos Chef’s”, que marcou a retomada das atividades presenciais da Pastoral do Menor da Arquidiocese de São Paulo desde o início da pandemia. A ação proporcionou a 60 crianças uma experiência cultural, evangelizadora e gastronômica.

Os ‘Pequenos Chef’s’ com idades entre 7 e 11 anos, fazem atividades no Centro Educacional Comunitário (CEC) Emília Mendes de Almeida, do Centro Social Nossa Senhora do Bom Parto (Bompar). Eles tiveram a oportunidade de conhecer a Igreja-mãe da Arquidiocese e aprender algumas receitas de forma lúdica com o chef Anderson Clayton e o boneco Guinho.

TOUR PELA CATEDRAL

As crianças conheceram a cátedra, altar, torres e a cúpula. Na visita à cripta, estiveram perto das câmaras mortuárias e viajaram na história Igreja, da cidade e de toda construção da Catedral da Sé e seu modelo arquitetônico.

Muitas foram à igreja pela primeira, como Rafaela Furtado, 9, que ficou encantada com as receitas propostas pelo chefe Anderson, com ajuda do Guinho, assim como Beatriz Luna, 8, que se divertiu ao conhecer os animais esculpidos no alto das colunas da Catedral. Com os olhos repletos de alegria e esperança, destacou “gostaria de agradecer por ter me dado essa oportunidade de participar dessa visita”.

Após realizar o tour pela igreja, as crianças ouviram uma palestra sobre o uso consciente da água, conduzida por Luzia Helena Almeida, escritora e analista de gestão em Educação Ambiental da Sabesp. Tiveram ainda a oportunidade de se tornar pequenos chefs de cozinha, com direito a diploma, após aprender receitas saudáveis.

Ruan da Silva Benazzi, ficou encantando com a recepção do boneco Guinho, na escadaria da Catedral da Sé, logo que eles chegaram. O menino de 10 anos também destacou a visita à cripta e afirmou, após o dia de atividade, ter aprendido sobre a necessidade de economizar água para ajudar o planeta.

RETOMANDO

“É importante para nós participarmos desse projeto pela parte cultural, em conhecer nossa Catedral, somando a parte da culinária que é uma forma lúdica de as crianças participarem, pois elas acabam se envolvendo e ser divertindo”, disse Áurea Lúcia Pereira dos Santos, coordenadora do CEC Emília Mendes de Almeida do Bompar, que conta com o apoio da Pastoral do Menor e atende 257 crianças.

A educadora destacou que as crianças ficaram bem empolgadas com a oportunidade de visitar a Igreja-mãe de São Paulo, e que foram preparadas com antecedência, pois na entidade já realizam momentos de espiritualidade.

PEQUENOS CHEFS

O Projeto “Pequenos Chefs” é realizado com o apoio de diversos parceiros, dentre eles o Governo do Estado de São Paulo e a Sabesp. O chef Anderson Clayton é o idealizador da iniciativa e contou que o principal objetivo é, por meio do aspecto social, levar a cultura e a gastronomia para as crianças, em parceria com a Arquidiocese de São Paulo e a Catedral da Sé.

“As crianças além de conhecerem essa aventura maravilhosa que é a história da nossa Catedral, podem tomar um lanche, que é onde mostramos que gastronomia e culinária também é cultura”, disse o chef.

Clayton reforçou que esse foi um momento de agradecer a vida e se reunir a mesa, seguindo todas a regras sanitárias, levando alegria e diversão para as crianças, além de conscientizá-las que podem comer doces, mas com responsabilidade.

“Sabemos que todas as crianças gostam de chocolate, por exemplo, mas primeiro precisamos mostrar para elas de onde vem, pois quanto mais as crianças aprendem sobre os alimentos, mas elas vão ter consciência sobre como se alimentar. A partir disso, começamos a trazer todo o universo e mundo da gastronomia”, concluiu.

PASTORAL DO MENOR

Este foi o primeiro evento presencial de âmbito arquidiocesano promovido pela Pastoral do Menor, pois essas atividades foram interrompidas durante a pandemia, a fim de zelar pela segurança e pela vida de cada envolvido.

Mariana Dumont Martins, 22, é estudante de Direito da Pontifícia Universidade Católica de São Paulo (PUC-SP), e participou de sua primeira experiência como voluntária da Pastoral do Menor.

“É muito lindo ver as crianças felizes por aprender. Elas ficam curiosas e fazem muitas perguntas, além da experiência de montar um lanche que também foi muito rica. É muito importante participar desse momento em que eles puderam sair de casa depois de muito tempo”, disse Mariana.

Sueli Camargo, coordenadora arquidiocesana da Pastoral do Menor, destacou que o projeto “Pequenos Chef’s” vai ao encontro das propostas da Pastoral, pois é um passeio cultural e gastronômico, que também evangeliza as crianças.

“Este momento cultural é importante para a formação das crianças e adolescentes, dos diversos projetos da Pastoral do Menor, localizados na periferia da cidade de São Paulo. Podemos afirmar que por meio dessa ação, durante toda a visita, informamos, formamos e temos a oportunidade de anunciar Jesus Cristo”, concluiu.

(Apuração: Flavio Rogério Lopes)

Comentários

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Compartilhe!

Últimas Notícias

Assine nossa Newsletter