O Papa aceita a renúncia do presidente da Academia Eclesiástica

Dom Joseph Marino, responsável pela instituição desde 2019, aproveitou a possibilidade oferecida pelo artigo 20 do Regulamento para as Representações Pontifícias, que autoriza as pessoas a solicitarem a aposentadoria antes de completarem 70 anos de idade.

O Papa aceita a renúncia do presidente da Academia Eclesiástica, Jornal O São Paulo
Foto: Vatican Media

O Papa Francisco aceitou a renúncia ao cargo de presidente da Pontifícia Academia Eclesiástica apresentada por dom Joseph Marino, arcebispo titular de Natchitoches, núncio apostólico, valendo-se da possibilidade oferecida pelo Artigo 20 do Regulamento paras Representações Pontifícias. O artigo em questão, no parágrafo 2, afirma que os Representantes Pontifícios estão autorizados a solicitar a antecipação de sua aposentadoria ao atingir a idade de 70 anos. E precisamente na segunda-feira (23/01) dom Marino, nascido em 1953 em Birmingham (EUA), completa 70 anos.

A Pontifícia Academia Eclesiástica cuida da preparação de sacerdotes destinados ao serviço diplomático da Santa Sé nas diversas nunciaturas ou junto à Secretaria de Estado da Santa Sé. Marino havia sido nomeado presidente em outubro de 2019, depois de servir como diplomata na Malásia, Timor Leste e Brunei.

Fonte: Vatican News

Leia mais
Cardeal Pell ‘criou com sabedoria’ bases para a reforma da Santa Sé, diz Francisco

Deixe um comentário