Brasil tem o 3o pior dia com mortes desde o início da pandemia

Consórcio de veículos de imprensa registra 3.733 vidas perdidas para a COVID-19 em 24 horas. Nesta quarta-feira, o total de vacinados ao menos com a 1a dose dos imunizantes contra a doença ultrapassou a marca de 10% da população do País

Foto: Governo do Estado de Rondônia/Arquivo

Após as mais de 4 mil mortes por COVID-19 registradas no dia de ontem, o número de óbitos nesta quarta-feira, 7, foi menor, mas não menos preocupante: nas últimas 24 horas, 3.733 pessoas morreram por complicações de COVID-19 no Brasil, terceira pior marca desde os primeiros óbitos da doença no Brasil, registrados em fevereiro de 2020.

Os dados são do consórcio de veículos de imprensa. Até agora, a COVID-19 já ceifou 341.097 vidas no País e 13.197.031 brasileiros já tiveram ou estão com a doença, dos quais 90.973 foram confirmados no último dia, o segundo pior: o recorde é de 25 março, quando houve 97.586 novos casos.

Com as mortes confirmadas hoje, a média móvel de óbitos por COVID-19, de acordo com o consórcio de veículos de imprensa, chegou a 2.744 pessoas/dia, menor que o verificado ontem, 2.775. Em comparação à média de 14 dias atrás, a variação foi de +21%.

Os dados do Ministério da Saúde são diferentes: a pasta informa que houve 3.829 mortes por COVID-19 nas últimas em 24 horas, e, assim, o País chegou a 340.776 vidas perdidas para o coronavírus. O número de infectados é de 13.193.205, dos quais 92.625 foram confirmados de ontem para hoje.

10% da população já recebeu a 1o dose da vacina

Neste quarta-feira, o Brasil ultrapassou a marca de 10% da população vacinada ao menos com a 1o dose dos imunizantes contra a COVID-19.

Até agora, 21.445.683 pessoas já receberam a 1a dose contra a COVID-19, o equivalente a 10,13% da população. A segunda dose já foi aplicada em 6.065.854 pessoas (2,86% dos habitantes). As informações são do consórcio de veículos de imprensa, a partir de dados das secretarias estaduais de Saúde.

Quedas na ocupação de leitos de UTI COVID-19 em São Paulo

O estado de São Paulo registrou nesta quarta-feira, 7, um total de 28.631 pacientes internados pela COVID-19. O patamar é similar ao registrado em 21 de março, a partir de quando os números cresceram, tendo chegado a 31 mil internados em alguns dias.

Entre os 28,6 mil internados, 12.818 estão em leitos de Terapia Intensiva e 15.813 em enfermaria. Em ambos os tipos de leitos houve queda: o patamar em UTIs esteve acima de 13 mil pacientes em UTIs e chegou a ultrapassar 18 mil em leitos clínicos.

Hoje, as taxas de ocupação dos leitos de UTI atingiram de 88,6% no Estado e de 88% na Grande São Paulo, as menores do mês de abril.

Desde o início da pandemia são 79.443 mortes no estado e 2.576.362 casos, sendo 889 óbitos e 21.521 casos registrados de ontem para hoje.

Fontes: G1, Ministério da Saúde e Governo do Estado de São Paulo

Comentários

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Compartilhe!

Últimas Notícias

Assine nossa Newsletter