Fracassa a tentativa de introduzir o aborto até o nascimento na Inglaterra e no País de Gales

Entre aqueles que expressaram preocupações antes da votação sobre a emenda que modificaria a lei estava Dom John Sherrington

OMS

Um grupo pró-vida afirmou na segunda-feira, 5, que o fracasso de uma tentativa de permitir o aborto até o nascimento na Inglaterra e no País de Gales marcou “uma grande vitória para o nascituro”.

“Esta é uma grande vitória para o feto e para as mulheres que enfrentam uma gravidez não planejada”, disse Catherine Robinson, porta-voz da Right To Life do Reino Unido, uma instituição de caridade que luta contra o aborto.

SOCIEDADE E IGREJA UNIDAS

Entre aqueles que expressaram preocupações antes da votação sobre a emenda que modificaria a lei estava Dom John Sherrington, bispo referencial para questões de vida da Conferência dos Bispos Católicos da Inglaterra e País de Gales.

“As implicações desta emenda permitiriam a livre escolha do aborto sem restrições. As proteções da legislação atual seriam eliminadas”, disse o Bispo Auxiliar da Arquidiocese de Westminster.

Além de os bispos católicos terem incentivado os cidadãos a contatar seus parlamentares a fim de convencê-los a não aprovar a medida, mais de 800 profissionais médicos também emitiram uma carta aberta, pedindo a Boris Johnson, primeiro-ministro do Reino Unido, que retirasse a emenda da votação.

ESTATÍSTICAS

De acordo com estatísticas divulgadas no mês passado, uma quantidade recorde de interrupções de gravidezes ocorreu na Inglaterra e no País de Gales em 2020, alcançando a marca de 210.860 abortos, o maior número desde que a Lei do Aborto, de 1967, foi introduzida.

As estatísticas, publicadas pelo Departamento de Saúde e Assistência Social, mostraram que 3.083 abortos ocorreram em 2020 por motivo de deficiência, sendo que 693 deles foram realizados devido ao fato de os bebês terem síndrome de Down, 35 por terem fenda palatina e 65 por “terminação seletiva”, procedimento por meio do qual os médicos abortam um ou mais fetos de uma mãe que gera múltiplos bebês, uma vez que esta deseja apenas um deles.

Fonte: Catholic News Agency

Comentários

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Compartilhe!

Últimas Notícias

Assine nossa Newsletter