Dom Carlos Silva fala das lições deixadas pela Virgem Maria na visita a Isabel

O Bispo presidiu a Eucaristia na Paróquia Imaculado Coração de Maria, no Jardim Princesa, Setor São José Operário

Priscilla R. Messias

Na Festa da Visitação de Nossa Senhora, em 31 de maio, Dom Carlos Silva, OFMCap, presidiu a Eucaristia na Paróquia Imaculado Coração de Maria, no Jardim Princesa, Setor São José Operário. Concelebraram os Padres Dorival Ferreira, Pároco, e Rogério Pires.

Na homilia, o Bispo Auxiliar da Arquidiocese na Região Brasilândia enfatizou como Maria escutou o chamado de Deus, por intermédio do anjo Gabriel, e colocou-se a serviço.

O Bispo mencionou, ainda, as cinco lições que a Virgem Maria deixou ao realizar a visita à sua prima Isabel. A primeira é a própria iniciativa da visita, que ensina que o verdadeiro servidor se coloca a caminho. “Onde existe uma necessidade, uma ferida, é lá que precisamos estar.”

Maria ficou com Isabel o tempo que precisava, mas logo se retirou. E aqui está a segunda lição: “Assim como chegamos, precisamos saber o momento de sair, perceber o momento para se retirar do serviço. Compreender quando é preciso contribuir e quando é necessário ir embora. Os verdadeiros servidores nunca se consideram indispensáveis. Precisamos ser humildes e sair quando for o momento. O único indispensável é Deus”, disse o Bispo, recordando, ainda, que os verdadeiros servidores sempre levam Jesus para onde forem, assim como Maria fez, ajudando sua prima Isabel nos serviços domésticos, na simplicidade, com Jesus em seu ventre.

A terceira lição é sobre a grande misericórdia: levar Jesus. “Nunca caminhe sozinho, sempre leve o Nazareno com você!”.

Maria Santíssima proclama toda a glória a Deus! E este é o quarto aprendizado: “Quando Isabel a cumprimenta, Maria, imediatamente, translada a alegria em louvor a Deus dizendo: ‘A minha alma glorifica o Senhor!’ Maria não fica com nada e em tudo dá graças a Deus, engrandecendo a Deus”.

Por fim, a quinta lição é a de que Maria tinha seus problemas e suas preocupações, mas soube deixá-los de lado e se colocar a serviço para socorrer quem tem mais dificuldade. “Assim como Maria que deixa as suas preocupações e se coloca a serviço no caminho do Reino, ela nos chama para ir ao encontro daqueles que mais necessitam. Maria não foi sozinha, pois estava com Jesus”, concluiu o Bispo.

(Por Karina Marta – Colaboração especial para a Região)

Notícias relacionadas

Comentários

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Compartilhe!

Últimas Notícias

Assine nossa Newsletter