‘Jesus é Filho de Deus que visita o seu povo’

(Foto: Bruno Melo)

O Cardeal Odilo Pedro Scherer, Arcebispo de São Paulo, presidiu a missa na manhã desta segunda-feira, 7 de dezembro, na capela de sua residência, transmitida pela rádio 9de Julho e pelas mídias digitais da Arquidiocese.

Nesta data, a Igreja celebra a memória de Santo Ambrósio, Bispo e doutor da Igreja. Nascido em Treves, por volta do ano 340, Ambrósio era de uma família romana, fez os seus estudos em Roma e iniciou em Sírmio a carreira da magistratura.

Em 374, vivendo em Milão, foi inesperadamente eleito Bispo da cidade e recebeu a ordenação no dia 7 de dezembro. Fiel cumpridor do seu dever, distinguiu-se sobretudo na caridade para com todos, como verdadeiro pastor e doutor dos fiéis. Protegeu corajosamente os direitos da Igreja; com seus escritos e atos defendeu a verdadeira doutrina da fé contra os Arianos. Morreu no Sábado Santo, dia 4 de abril de 397.

Dom Odilo também comemora neste dia 44º aniversário de sua ordenação presbiteral. Por isso, ele ofereceu a Eucaristia por seu ministério e pelos muitos sacerdotes e religiosas que também comemoram nesta data sua consagração a Deus.

Promessa

Liturgia da Palavra destaca a promessa da vinda do Messias e o cumprimento da promessa de Deus em Jesus.

Na primeira leitura (Is 35,1-10), o profeta Isaias encoraja o povo para não se desanimarem diante das dificuldades da vida e anuncia que Deus virá para salvá-los.

“Então se abrirão os olhos dos cegos e se descerrarão os ouvidos dos surdos. O coxo saltará como um cervo e se desatará a língua dos mudos, assim como brotarão águas no deserto e jorrarão torrentes no ermo. A terra árida se transformará em lago, e a região sedenta, em fontes d’água; nas cavernas onde viviam dragões crescerá o caniço e o junco”, diz o texto.

Já o Evangelho (Lc 5,17-26) mostra Jesus ensinando à multidão que se aglomerava em uma casa, quando trouxeram um paralítico pelo telhado para que fosse curado por Cristo. “Vendo-lhes a fé, ele disse: ‘Homem, teus pecados estão perdoados’”, narra o texto.

“Jesus realiza, em primeiro lugar, a cura interior”, destacou o Arcebispo, recordando que,  naquela época, as pessoas acreditavam haver uma relação direta entre as doenças e os pecados. O Texto continua narrando que as pessoas começaram a murmurar e acusar o Senhor de blasfemo, uma vez que somente Deus pode perdoar os pecados. Em seguida, Jesus cura o homem, que se levantou e andou.

Temor de Deus

Diante do milagre, todos ficaram maravilhados e glorificavam a deus “cheios de temor”.  “Temer a Deus é ter percepção de estar diante de Deus”, sublinhou Dom Odilo, acrescentando que o povo se deu conta de que o próprio Deus os visitara em Jesus.

“O que o profeta Isaías prometeu realizou-se diante dos olhos do povo, na presença de Jesus, Filho de Deus que visita o seu povo, a humanidade. Ele não apenas liberta das escravidões humana, mas também confere a graça sobrenatural, faz experimentar as maravilhas de Deus de uma forma nova”, afirmou o Cardeal.

Por fim, pedindo a intercessão de Santo Ambrósio, o Arcebispo exortou: “Que nos deixemos atrair pelas maravilhas que Deus continha a realizar em nós”.

Notícias relacionadas

Comentários

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Compartilhe!

Últimas Notícias

Assine nossa Newsletter