A via sacra com as cruzes e as esperanças das crianças

Na Praça São Pedro, nesta Sexta-feira Santa, o Papa Francisco presidiu a via sacra, que contou com textos e ilustrações feitos por crianças

Via sacra na Praça São Pedro, no Vaticano, nesta Sexta-feira Santa (fotos: Vatican Media)

Diante das recorrentes notícias ruins sobre pandemia do coronavírus, que se somam às situações de guerras, injustiças e desigualdades em todas as partes do mundo, saber que as crianças acreditam em dias melhores é um sinal de esperança.

Neste ano, a via sacra desta Sexta-feira da Paixão, presidida pelo Papa Francisco na Praça São Pedro – vazia de fiéis como em 2020, em razão da pandemia – foi realizada com meditações das 14 estações preparadas por crianças.

As estações foram colocadas ao redor do obelisco e ao longo do caminho que leva ao adro da Basílica. Tochas no chão traçaram o percurso, formando uma cruz luminosa. Um grupo de crianças, adolescentes e seus educadores, carregou a cruz que acompanhou as meditações.

“Querido Jesus! Sabeis que nós, crianças, também temos cruzes, que não são mais leves nem mais pesadas do que as dos grandes, mas são verdadeiras cruzes, que sentimos pesadas mesmo de noite. E só Vós o sabeis, tomando-as a sério. Só Vós”, diz o texto de introdução das meditações.

Os textos refletiram as angústias, ansiedades e preocupações as crianças, relatando cenas de corriqueiras da infância, como as brigas com os pais, os desentendimentos na escola e as dificuldades para a resolução das tarefas escolares, mas também o flagelo daquelas afetadas pela fome e por outros problemas amplificados pela pandemia. 

Dias melhores virão

A mensagem, porém, não foi desânimo, mas de esperança em dias melhores, como expressaram as crianças em algumas das meditações e desenhos que fizeram para a via sacra.

“Querido Jesus, me chamo Sara. Tenho 12 anos e quero agradecer-Vos porque hoje me ensinastes a fazer o bem em nome do vosso amor. Ensinastes-me a superar todos os sofrimentos, confiando-me a Vós; a amar o outro como meu irmão; a levantar-me depois das quedas; a servir os outros; a libertar-me dos preconceitos; a reconhecer o essencial e sobretudo a unir cada dia a minha vida à vossa. Graças ao vosso gesto de amor infinito, hoje sei que a morte não é o fim de tudo”, meditou Sara na 14a estação.

Alessandro, 18 anos, autor da ilustração de Cristo crucificado no livreto da via-sacra, disse em entrevista ao Vatican News, por que optou em representar o Salvador sorrindo, mesmo no momento em que Ele vive o extremo de sua dor física pelo amor à humanidade.

“Decidi representar Jesus sorrindo, porque Ele, muitas vezes em sua vida, nos ensinou que nem todo o mal vem para o mal, e que o mal também pode ser visto de maneira diferente. Ele nos diz que nossa maneira de agir pode se tornar um exemplo para os outros e pode ser tomada como um convite para começar uma nova vida”, afirmou.

Caterina Amendola, responsável pela comunicação do “Il Tetto”, casa-família que acolhe cerca de cem crianças e jovens com dificuldades familiares, entre os quais Alessandro, considerou que o Papa Francisco ao escolher os desenhos e reflexões das crianças para a via sacra, faz um convite aos adultos: “Vamos começar de novo a partir das crianças”. Ela lembra que olhar das crianças “é claro e autêntico, elas têm uma maneira de ver a realidade muito diferente da nossa adultos, que temos mais estruturas e mais convicções. Elas nos ajudam a ver coisas que não vemos mais”.

‘Fazei-nos readquirir a pureza do olhar e do coração’

Na oração final da via sacra, lida por um adulto, um dos pedidos foi o de que a humanidade readquira a pureza do olhar e do coração, próprio das crianças, e que elas sejam abençoadas e protegidas, “para que possam crescer em idade, sabedoria e graça, a fim de conhecerem e seguirem o projeto bom que o Senhor pensou para cada uma delas.”

Ao final, o Pontífice saudou os pequenos e foi por eles rodeado.

(Com informações de Vatican News e Vatican Va)

ALGUMAS DAS IMAGENS FEITAS PELAS CRIANÇAS E ADOLESCENTES

ORAÇÃO FINAL DA VIA SACRA
 
Senhor, Pai bom, comemoramos, este ano também, a Via-Sacra do vosso Filho Jesus, e fizemo-lo com as vozes e as orações das crianças, por Vós mesmo apontadas como exemplo para entrar no vosso Reino.
 
Como elas, ajudai-nos a tornar-nos pequeninos, necessitados de tudo, abertos à vida. Fazei-nos readquirir a pureza do olhar e do coração.
 
Pedimo-Vos que abençoeis e protejais todas as crianças do mundo, para que possam crescer em idade, sabedoria e graça, a fim de conhecerem e seguirem o projeto bom que Vós pensastes para cada uma.
 
Abençoai também os pais e quantos colaboram com eles na educação destes vossos filhos, para que, dando vida e amor, se sintam sempre unidos a Vós.
 
Por Cristo Senhor nosso.
 
Amém.

Comentários

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Compartilhe!

Últimas Notícias

Assine nossa Newsletter