Ao Vatican News, Cardeal Scherer avalia a realização da 58ª Assembleia Geral da CNBB

Durante a última sessão A 58ª Assembleia Geral da CNBB, os bispos também rezaram por ocasião do aniversário do Papa emérito Bento XVI, que completou na sexta-feira 94 anos

Reprodução

A 58ª Assembleia Geral da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB) chegou ao fim no início da tarde da sexta-feira, 16, após uma série de partilhas e comunicados de Comissões e organismos. Durante a última sessão, os bispos também rezaram por ocasião do aniversário do Papa emérito Bento XVI, que completou 94 anos na sexta-feira, saudaram os administradores diocesanos e lembraram dos membros do episcopado falecidos nos últimos dois anos.

Ao final do encontro, o Arcebispo de Belo Horizonte (MG) e presidente da CNBB manifestou gratidão e ação de graças a Deus e cada um dos que se envolveram no trabalho e assumiu um compromisso: “Saímos com a consciência de que temos importantíssimas tarefas legadas por esta 58ª Assembleia Geral”.

O arcebispo de São Paulo, Cardeal Odilo Pedro Scherer conversou com a Rádio Vaticano:

“Nós tivemos uma semana toda de reuniões de reflexões, de comunicações, de discussões sobre vários temas na Assembleia Geral da CNBB. Pela primeira vez fizemos a Assembleia de maneira remota por causa da pandemia, os bispos não puderam se reunir em Aparecida, como todos os anos acontece, mas permanecendo nas suas casas acompanharam a realização dos atos da Assembleia através da internet. Devo dizer que foi uma experiência interessante e com altíssima participação dos bispos, sempre com mais de 300 bispos participando, e ao todo éramos quase 400 pessoas, convidados, assessores, representantes de organismos que também estiveram presentes”, disse Dom Odilo.

O tema central da Assembleia foi a reflexão sobre a Palavra de Deus como Pilar da evangelização e da vida da Igreja. E a Bíblia, a Palavra de Deus que dever permear toda a ação pastoral, de maneira que a Palavra de Deus esteja sempre presente nas motivações, nas orientações, com luz, como forte guia da nossa ação evangelizadora e pastoral. Mas discutimos também uma série de outras questões relativas à vida da Igreja, a ação pastoral. Refletimos também sobre questões de liturgia e até fizemos votação sobre diversas questões que nós precisávamos resolver para todo o Brasil”, destacou o Cardeal.

Tivemos também uma  boa sessão da Comissão de Doutrina da fé que nos ajudou a refletir sobre diversos aspectos da vida da Igreja… Fizemos carta ao Papa Francisco e também ao prefeito da Congregação para os Bispos e uma boa mensagem ao povo brasileiro”, comentou o Arcebispo de São Paulo.

Enfim tivermos um dia de retiro espiritual com a participação do cardeal Patrick O’Malley, de Boston, Estados Unidos. Ele também não estava presente, ele nos ajudou lá de sua sede em Boston. Foi uma experiência muito interessante e muito enriquecedora. De maneira que apesar das dificuldades que a pandemia de coronavírus provocou nós pudemos fazer a nossa Assembleia Geral da CNBB e os bispos ficaram muito felizes em se reverem, em se reencontrarem e também por compartilhar suas alegrias, mas também suas dificuldades, angústias e preocupações. Enfim, estivemos muito unidos ao povo brasileiro neste tempo de sofrimento, de pandemia, de dor, de luto… em todo o momento as preocupações e os sofrimento do povo brasileiro estiveram presentes em nossa Assembleia Geral”, concluiu Dom Odilo.

(Com informações de Vatican News)

Comentários

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Compartilhe!

Últimas Notícias

Assine nossa Newsletter