‘Deus quer a humanidade como uma grande família de irmãos’

Luciney Martins/ O SÃO PAULO

Na edição do domingo, 11, do programa “Diálogos de Fé”, transmitido pela rádio 9 de Julho e pelas mídias sociais da Arquidiocese de São Paulo, o Cardeal Odilo Pedro Scherer, Arcebispo Metropolitano, falou sobre o chamado a todos para o banquete do Reino de Deus e mais recente encíclica do Papa Francisco, Fratelli tutti, publicada no dia 4.

Ao comentar sobre o Evangelho do 28o Domingo do Tempo Comum (Mt 22,1-14), o Arcebispo lembrou que Deus a todos convida para que participem do banquete do seu Reino, mas que nem todos aceitam esse convite; e que os cristãos que o aceitam devem se tornar mensageiros da fé que professam, uma postura missionária nas diferentes realidades em que vivem, algo especialmente refletido durante este Mês das Missões.

Fratelli tutti

Dom Odilo estimulou que as pessoas conheçam melhor o conteúdo da encíclica Fratelli tutti, que se destina não só aos cristãos, mas a todos, a fim de que os princípios apresentados “possam se traduzir em nova forma de vida, nova cultura, novo jeito de fazer política, de organizar a economia, para que tenhamos um mundo mais fraterno, porque Deus quer a humanidade como uma grande família de irmãos”, enfatizou.

Nossa Senhora Aparecida

Como de costume, o Arcebispo respondeu a dúvidas dos internautas. Uma delas foi sobre o que pode ser aprendido com a singela imagem de Nossa Senhora Aparecida. Dom Odilo lembrou que Maria sempre ensina pelo testemunho da fé, da plena sintonia com Deus e da permanente disponibilidade de estar a serviço Dele. “Nossa Senhora Aparecida também nos lembra que a Mãe de Jesus se entregou a nós e à humanidade, e a reconhecemos como a Mãe Aparecida, nossa padroeira e intercessora”, afirmou.

Corpos incorruptos

Outra questão foi sobre os corpos incorruptos, tema que voltou à tona em razão do estado de conservação do corpo do jovem Carlo Acutis, falecido em 2006, aos 15 anos, e beatificado no sábado, 10. Dom Odilo observou que a Igreja realiza uma detalhada investigação sobre essas situações antes de considerar que se trate de um milagre. Por vezes, há o uso de substâncias químicas para manter um corpo em bom estado ou mesmo os medicamentos que a pessoa tomava antes de falecer podem ter interferência em relação a este aspecto.

Ligação do Papa ao Padre Júlio Lancellotti

Por fim, o Arcebispo comentou a respeito da ligação que o Padre Júlio Lancellotti, Vigário Episcopal para a Pastoral do Povo da Rua, recebeu do Papa Francisco, no sábado, 10. Dom Odilo lembrou que o Pontífice buscou saber mais sobre as ações caritativas que a Arquidiocese realiza em prol das pessoas em situação de rua: “O Padre Júlio me disse que o Papa o incentivou a não desanimar mesmo diante das dificuldades que enfrenta. É uma alegria ter essa palavra de apoio e encorajamento do Papa a um trabalho que se faz em nossa cidade e a um padre que está dedicado de maneira toda especial a isso”.

A íntegra do programa do último domingo pode ser vista neste link: https://cutt.ly/vgdsU46.

(Colaborou: Flavio Rogério Lopes)

Notícias relacionadas

Comentários

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Compartilhe!

Últimas Notícias

Assine nossa Newsletter