Morre o Cardeal José Freire Falcão

(Atualizado às 12:10)

A Arquidiocese de Brasília (DF) comunicou o falecimento de seu Arcebispo Emérito, o Cardeal José Freire Falcão, aos 95 anos, na noite do domingo, 26, por complicações da COVID-19.

O Purpurado foi internado no Hospital Santa Lúcia, Asa Sul, no dia 17, como medida preventiva, após ter sido diagnosticado com a COVID-19. Na madrugada do dia 24, Dom José teve uma piora em seu quadro respiratório e renal, sendo necessária uma entubação respiratória para dar um conforto maior a sua condição.

“Sua ausência é sentida profundamente por toda a Arquidiocese de Brasília, amigos e fiéis pela marca indelével que S. Emcia. Deixou nas numerosas obras pastorais que ensejou durante os vinte anos que governou esta Igreja Particular”, destaca o comunicado.

O Cardeal Falcão é o terceiro membro do Colégio Cardinalício vítima da COVID-19, após a morte do Cardeal Jorge Liberato Urosa Savino, Arcebispo Emérito de Caracas, na Venezuela, na última quinta-feira, 23, e do Cardeal Eusebio Oscar Scheid, Arcebispo Emérito do Rio de Janeiro, em janeiro passado. 

Funeral

O velório de Dom José Freire Falcão acontecerá nesta segunda-feira, 27, a partir das 13h, na Catedral Metropolitana Nossa Senhora Aparecida, em Brasília. Às 15h, haverá missa de corpo presente presidida pelo Arcebispo de Brasília, Dom Paulo Cezar Costa.

Devido às restrições da COVID-19, o caixão estará lacrado e a cerimônia será restrita ao clero e aos familiares. O sepultamento será na Cripta da Catedral de Brasília e estará aberto ao público na quarta-feira, 29 de setembro, das 8h às 14h.

A cerimônia será transmitida pela página da Arquidiocese de Brasília no Facebook, a partir das 15h.

LEIA TAMBÉM:
Papa e CNBB expressam condolências pela morte de Dom Falcão

Biografia

José Freire Falcão nasceu no dia 23 de outubro de 1925 na cidade de Ereré, no Ceará. Incentivado pela família, desde cedo sonhou em ser sacerdote.

Entrou no Seminário da Prainha, em Fortaleza, aos 14 anos. Foi ordenado padre em 19 de junho de 1949 e em 1967, mais precisamente no dia 17 de junho, foi feito bispo, tornando-se pastor da mesma diocese em que já havia exercido o sacerdócio por vinte anos: Limoeiro do Norte, no Ceará.

Em 1971 tornou-se arcebispo de Teresina, no Piauí, onde permaneceu até 1984, quando foi transferido para Brasília.

Foi feito cardeal, em 28 de junho de 1988, tendo participado, em 2005, dos funerais de João Paulo II e do conclave que elegeu o Papa Bento XVI.

O cardeal Dom Falcão foi o segundo arcebispo de Brasília, ficando à frente da Arquidiocese entre 1984 e 2004, quando se aposentou. Nesse período em que conduziu a Igreja em Brasília, Dom Falcão ordenou diversos padres e criou várias paróquias no DF. Ainda em seu governo, preparou a recepção ao Papa em 1991, criou a Casa do Clero e estimulou os movimentos eclesiais, entre outros trabalhos.

Quanto à escolha do seu lema episcopal, “In humilitate servire” (“Servir na humildade”), o cardeal explicou em certa ocasião para os fiéis da Capital Federal: “Tomei como lema Servir na Humildade, pois coloquei o meu pastoreio nas mãos do Senhor, porque Ele não falta jamais aos que fazem a vontade do Pai, ao seguir o Seu chamado, ao dar o seu sim”.

(Fonte: Arquidiocese de Brasília de Vatican News)

Comentários

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Compartilhe!

Últimas Notícias

Assine nossa Newsletter